Sindvans entra com ação para impugnar licitação de vans para a Zona Oeste

Sindvans RJ entra com ação

Prefeitura tenta reestruturar o transporte alternativo do Rio de Janeiro

Segundo entidade, prefeito deixou de cumprir acordo para a criação de 3502 vagas

Contrário a criação do cadastro de reserva imposto pela prefeitura aos motoristas legalizados que atuam no transporte alternativo, o presidente do Sindicato dos Permissionários de Vans do Estado do Rio de Janeiro (Sindvans-RJ) , Adilson Honório, entra com uma ação na próxima sexta-feira na justiça, pedindo que a licitação das linhas de vans da Zona Oeste realizada pela prefeitura seja impugnada.

De acordo com Adílson, o prefeito deixou de cumprir o acordo para a criação de 3502 vagas prometidas aos profissionais do setor. Ele afirma ainda ser contrário a criação do cadastro de reserva que deixou de fora 828 motoristas.

– Nosso departamento jurídico já está finalizando a ação. Queremos que a prefeitura volte a negociar e licite as 1795 vagas restantes prometidas, pois caso o cadastro de reserva para os permissionários que desistam ou sejam cassados for implantado, irá prejudicar no mínimo 2 mil pessoas entre operadores e auxiliares. Temos a certeza de que existem vagas nas áreas desassistidas, e a própria população está sendo prejudica da com essa nova modalidade – afirmou.

Honório reiterou ainda que das 3502 vagas prometidas pela Prefeitura do Rio de Janeiro para o sistema de Transporte Público Local (STPL), 1738 já foram licitadas, porém algumas linhas ainda não estão operando por falta de rentabilidade. Os operadores licitados ainda aguardam alteração de algumas linhas licitadas e não rentáveis.

Porém, se ocorrer o processo de licitação das 967 vagas e o banco de reserva de 828, desta maneira, na realidade serão licitadas 2705 vagas operando, e não, o número que a prefeitura divulga de 3169.

– Eles alegam que o número é suficiente. Acontece que outras áreas da cidade ficarão desassistidas. Os bairros da A.P1 – Rio Comprido, São Cristóvão, Caju, Santa Tereza – que não são objetos de licitação, mas tem demanda de passageiros; e a A. P. 2.2 – Grande Tijuca, Vila Isabel, Alto da Boa Vista, que não foram contemplados. É mais uma mentira desse processo. O Prefeito não quer cumprir o acordo com a categoria. Como irá funcionar? O motorista vai ter que esperar alguém morrer, alguém ser cassado, alguém ser perseguido? Então é um negócio muito estranho. Vejo isso como uma grande farsa da prefeitura – disse indignado.

2 thoughts on “Sindvans entra com ação para impugnar licitação de vans para a Zona Oeste

  • SIM TBM SOU CONTRA UMA LICITAÇAO SEM ETUDO PEGUNTO AO PREFEITO ,ONDE SERAO O PONTO FINAL QUE DEVE SER NA VIA PUBLICA E NAO EM ESTACIONAMENTO PRIVADO PARECE QUE ALGO POLITICO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *